Anywhere office: entenda o modelo de trabalho tendência e que se difere do home office

Pesquisa mostra que metade da força de trabalho do mundo já desempenha suas funções fora do escritório principal de suas empresas, em pelo menos 2,5 dias por semana.

O home office se tornou popular com a chegada da pandemia de Covid-19 e a necessidade de distanciamento social. Mas e o  anywhere office? Você conhece esse modelo de trabalho inovador que também está ganhando espaço?

Neste modelo de trabalho, tudo que você precisa para atuar é um dispositivo para se conectar aos colegas, às ferramentas de colaboração e ao ambiente digital de trabalho, bem como à conexão com a Internet.

O modelo de trabalho flexível trouxe tantos benefícios para os profissionais e para os resultados das empresas que, mesmo com o avanço da vacinação, várias corporações preparam-se para se manterem flexíveis.

E o anywhere office é a alternativa para isso, pois é um modelo que permite que o funcionário trabalhe literalmente de onde quiser — seja na própria empresa, em casa, em um coworking, em um café com internet ou qualquer outro lugar..

O termo significa “escritório em qualquer lugar”.  Não é difícil entender o anywhere office (ou WFA, work from anywhere), que é baseado em uma filosofia simples e efetiva: trabalhar é uma atividade, não um lugar.

Assim, a eficácia do trabalho não deve ser medida através das horas passadas dentro em um escritório, mas do resultado conquistado. Por isso, o anywhere office é um modelo que permite que os funcionários realizem suas tarefas e lidem com suas responsabilidades profissionais de qualquer lugar: seja em uma cafeteria, seja no escritório da empresa.

Com o modelo, as empresas dão aos funcionários mais autonomia para escolherem onde trabalhar dando máxima autonomia para que os profissionais consigam estar onde de fato se sentem bem para produzir.

Se o home office era um primeiro passo em busca da flexibilidade, o anywhere office abraça todas as diferentes necessidades, estimulando a criação de uma cultura organizacional mais livre, saudável e inovadora.

O anywhere office no Brasil 

No Brasil, o anywhere office se populariza entre as empresas, começando pelas mais inovadoras, cujas estruturas operacionais nativas já são flexíveis. É o caso das startups, por exemplo.

Recentemente, o Spotify anunciou que toda sua operação (inclusive no Brasil) será baseada no WFA após o fim das restrições relacionadas à pandemia. É um passo extremamente importante, que outras empresas multinacionais também começam a tomar.

De acordo com o The IWG Global Annual Workspace Survey 2020, metade da força de trabalho do mundo já desempenha suas funções fora do escritório principal de suas empresas, em pelo menos 2,5 dias por semana.

Outro dado que merece ser levado em consideração é o crescimento das buscas por coworkings. De acordo com um relatório feito pela International Workplace Group (IWG), a procura por coworkings e escritórios flexíveis está em ascensão, e a expectativa é que esse número cresça pelo menos 40% ainda em 2021.

Diferença entre anywhere office e home office

O anywhere office se difere do home office por uma premissa simples: o trabalho por ser feito em qualquer lugar, não apenas em casa. Sim, é uma diferença tênue, mas que conceitualmente significa muito.

O home office é um modelo de trabalho que visa tornar a casa (ou um cômodo, mais especificamente) o escritório da pessoa. Ou seja, com toda estrutura necessária para que ela desempenhe suas responsabilidades profissionais. Falamos de computador, Internet, instrumentos, equipamentos… Enfim, o que for necessário.

Porém, conceitualmente, o home office significa que diferentes tipos de profissionais podem trabalhar em casa, com todas as ferramentas necessárias. Nesse ponto, a digitalização impacta principalmente no fator comunicacional: o uso de ferramentas para flexibilizar a comunicação entre pessoas e a gestão de projetos.

O anywhere office é um passo significativo para além do home office, já que busca digitalizar toda parte operacional do funcionário. Ou seja: tudo que ele precisa é de um notebook, smartphone e Internet — e nada mais.

Assim, é livre para ir e vir e trabalhar de onde quiser, utilizando de plataformas, sistemas e ferramentas digitais para desempenhar suas funções — onde e quando quiser.

Benefícios do anywhere office

Implementar o anywhere office é uma decisão que pode alterar toda estrutura da organização, mas traz incontáveis benefícios, especialmente em relação ao HXM —  gestão da experiência humana. Trata-se de uma abordagem moderna relacionada à gestão do capital humano de uma empresa, onde a experiência do funcionário serve de norte para os processos de RH.

Nesse quesito, o anywhere office preenche vários requisitos, já que proporciona a mobilidade que muitas pessoas buscam.No entanto, os benefícios desse modelo de trabalho vão muito além. Confira:

Mais flexibilidade

O primeiro e mais importante aspecto do anywhere office é a flexibilidade que o modelo de trabalho estimula.

O conceito, de tão amplo, serve como uma espécie de “guarda-chuva” para outras modalidades de trabalho, como o home office, o coworking, o trabalho remoto, entre outros.

É uma forma de abrir sua empresa para um mundo de possibilidades, dando mais liberdade aos funcionários.

Aumento da produtividade

Ainda de acordo com o estudo da IGW, 88% dos empresários brasileiros afirmam que a flexibilidade aumentou em mais de 20% a produtividade do seu time.

Essa é só uma amostra, mas impactante o suficiente para mostrar o poder que um modelo de trabalho flexível traz aos resultados de uma empresa.

Do ponto de vista profissional, faz sentido para uma geração (e as outras que a sucedem) que busca o sucesso na própria emancipação.

Velhos valores, como ficar atado a um emprego por anos e anos a fio já não são mais a regra — o que é natural, um processo evolutivo.

No entanto, o anywhere office é uma forma das empresas se adequarem a essa nova realidade, oferecendo as condições para que os profissionais desempenhem seu melhor, onde quer que estejam.

Economia de recursos

É claro que não ficar preso ao escritório reduz os custos da operação.

Para começo de conversa, falamos de despesas como aluguel, contas de luz e água, manutenção e limpeza, entre outros.

A empresa pode focar em gastos pontuais com coworkings, reduzindo as despesas recorrentes geradas pelo escritório.

Porém, se necessário manter o escritório, é possível revezar os postos de trabalho ou mesmo organizá-los sob demanda (quando alguém precisar utilizá-los, basta avisar).

Enfim, as possibilidades são praticamente ilimitadas e todas elas significam um distanciamento do modelo tradicional e consequentemente caro.

Otimização do tempo

Para os funcionários, o anywhere office significa um enorme ganho de tempo. Imagine se livrar do peso que é enfrentar trânsito, seja em carro ou ônibus, todo dia para chegar ao trabalho. Em muitos casos, isso representa horas do dia.

Apenas sem isso, os funcionários já ganham mais tempo para si, para cuidarem deles mesmos e para iniciarem seus dias de trabalho com mais tranquilidade. São fatores que impactam positivamente no nível de entrega.

Com maior produtividade, a empresa acaba ganhando eficiência e vendo os problemas serem resolvidos em menos tempo que antes.

Estimulação a criatividade

O anywhere office permite que o profissional explore a forma de trabalho que ele mais gosta. Hoje, cada vez mais as pessoas buscam novas experiências.

Por isso, especialmente após a pandemia, não será incomum ver funcionários deslocando-se cada vez mais e estabelecendo seus escritórios em lugares diferentes.

São elementos que estimulam a criatividade, já que o próprio local de trabalho costuma ser uma fonte de inspiração. Quando o profissional não tem um lugar fixo, as possibilidades criativas são incontáveis.

Por exemplo, você sabia que times que dependem da criatividade conseguem exercê-la com mais facilidade (56%) em ambientes de área aberta? É o que descobriu o estudo da IGW.

Fonte: com informações da TOTVS

fonte: https://www.contabeis.com.br/noticias/48906/anywhere-office-entenda-o-modelo-de-trabalho-tendencia-e-que-se-difere-do-home-office/